Palavra do Presidente

Saudações no Senhor.

Temos a satisfação de apresentar nosso site a todas as nossas Igrejas do Campo Eclesiástico do Ipiranga/SP e também a todos os evangélicos de modo geral. As pessoas de outros credos religiosos também são acolhidas com muito carinho.

Estamos com nossos templos de portas abertas para receber a todos para juntos prestarmos honras e glórias ao Senhor Jesus Cristo.

Colocamo-nos a disposição com nossos obreiros para orarmos pelos enfermos, expelirmos espíritos malignos e aconselharmos os que têm problemas difíceis na vida, para que sejam abençoados.
 

Nossos obreiros e membros poderão enviar testemunhos de bênçãos recebidas do Senhor Jesus Cristo, que nós a publicaremos em nosso site. À inaugurações de templos e outros eventos importantes também daremos nossa atenção.

Deus a todos abençoe em nome de Jesus.

 

FUNDAMENTOS DE OBEDIÊNCIA À PALAVRA DE DEUS

¨De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome.¨ (Fp. 2 5-9).
 
Uma das palavras que mais lemos nas Escrituras Sagradas é Obediência. Vários versículos nos falam sobre o dever de sermos obedientes à vontade de Deus para as nossas vidas. A obediência, no entanto, deve ser fundamentada em aspectos corretos. Por exemplo, há quem se diz obediente, por conveniência, por hoipocrisia, só de aparência. As pessoas que agem dessa forma, na presença dos seus superiores se mostram perfeitos em seus deveres, mas na ausência deles...suas ações são de desobediência, desrespeito e irresponsabilidade. Esse tipo de obediência não agrada a Deus.
 
O apóstolo Paulo escrevendo aos Filipenses diz: ¨De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença,    mas muito mais agora na minha ausência, assim também    operai a vossa salvação com temor e tremor.¨ (Fp 2.12). O fundamento da obediência está no exemplo de Nosso Senhor Jesus Cristo. (Fp. 2.8). E a motivação que nos conduz a essa obediência correta é o amor a Cristo. É assim que a obediência evidenciará nosso compromisso assumido com o Reino de Deus, sendo vivenciado a cada segundo de nosso dia a dia.
 
A obediência não deve ser oscilante, baseada em circunstâncias ou motivada pelo medo, pela obrigação, pela conveniência, pela hipocrisia, mas antes, deve ser totalmente baseada no amor a Deus e a sua palavra. Se a nossa vida cristã está em desobediência estamos derrotados, se estamos em obediência a Deus estamos edificados.
 
O que Deus espera de nós? Até onde vai nossa obediência a Deus?
 
Quanto somos capazes de fazer em obediência à palavra de Deus?
 
Nem sempre a obediência a Deus é regida pela compreensão humana, ou até mesmo pelo processo natural da vida. Obedecer a Deus às vezes vai contra a coerência do proceder humano, contra a forma comum de fazer as coisas e até mesmo contra a lógica de se viver a vida aos olhos das demais pessoas. Mas o conselho divino é que tenhamos o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus. Obediência até a morte (Fp. 2 5-11)
 
Que essa teologia da obediência seja uma realidade em nossas vidas.
 
 
Pr. Alcides Fávaro,
Presidente da ADMI e COMOESPO